segunda-feira, 22 de abril de 2013

Sobre tempo.



Às vezes é preciso respeitar o tempo e silêncios. O nosso, o do outro.
Eles podem ser a cura para os burburinhos da alma da gente. 
E quando a alma acalma as coisas podem ser leve outra vez.
[Teresa Cristina]

E a gente escolhe?! Segunda parte...


Tem coisas que a gente realmente não escolhe, na esfera das emoções elas simplesmente brotam sem nos pedir licença, ou nos dar controle de algumas reações. Mas a gente também pode escolher parar. Certa vez, ouvi de um mestre que, na vida, para quaisquer situações temos que ter minimamente três opções. Santo ensinamento, que nos traz um alívio de que conseguiremos sempre seguir em frente, nos trazendo novas vivências e possibilidades, sempre!
[Teresa Cristina]