domingo, 3 de março de 2013

Sobre urgências.Sobre espera.


As urgências dela eram desproporcionais ao tempo que deveria esperar para finalmente estar livre de todo ranço que ficara daquele capítulo de sua história que ela já havia colocado um ponto final, mas o mundo ainda não. No mundo ainda haviam interrogações, exclamações, reticências e ponderações. Desgastante. Cansativo. Tenso. Desagradável. Mas uma oportunidade incrível de exercitar a espera. Ser tolerante. Ser paciente. Acalmar-se. Confiar na vida. Confiar em Deus. Ter fé. E esperar o melhor. Pois apesar de tudo, ela é uma otimista irremediável. 
[Teresa Cristina]