quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

"Um peso, duas medidas"


Já era para eu ter me acostumado que em algumas situações somos avaliados ou julgados segundo o critério: "Um peso, duas medidas." Apesar das opções honestidade, transparência, bom senso, bom caráter e inteligência estarem disponíveis para todos, existem pessoas que insistem em escolher o contrário. Eu aceito que as pessoas tem escolhas, mas se pelo menos essas escolhas afetassem somente a elas tudo bem.Mas quando essas ações no mínimo insensatas e dantescas, prejudicam os outros que prezam pelos princípios e valores supracitadas a violência é praticada justo por aqueles que estão à frente de questões de grande interesse comunitário. Mesmo assim, sigo em frente sem querer "tapar o sol com a peneira" ou "varrer a sujeira para debaixo do tapete." Para mim é mais confortável ser uma pessoa ética.
[Teresa Cristina]