segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Das pausas.



Nas andanças pelo meu mundo interno, alguma parte de mim quer descanso, sossego e instantes de paz. Silêncio em meio aos ruídos externos e internos. Ando mais um pouco e no meu ponto de aconhego, permito-me parar e repousar um pouco, pois a vida necessita de algumas pausas.
[Teresa Cristina]