sexta-feira, 6 de abril de 2012


E essa coisa de destino...


Paulo Leminski disse que "O destino quis que a gente se achasse, na mesma estrofe e na mesma classe, no mesmo verso e na mesma frase.", mas a realidade da vida fez com que essa coisa de destino ficasse só como tema para os poetas. 

Do destino
à escolha,
prevaleceu a razão, 
mas no coração, 
nem destino,
nem razão.
Esse pobre
ainda bate forte,
pulsa,
vibra,
emoções memoráveis.
[Teresa Cristina]