domingo, 26 de fevereiro de 2012

Passional.


Ora, e no meio disso tudo ela descobriu o seu lado passional. Sim, ele existia, mas ela o ignorava, pois esse lado passional para ela era como aquele diabinho que fica atentando, atissando e dizendo para ela fazer todas aquelas coisas que só de imaginar a deixa com um sorriso faceiro no rosto.
[Teresa Cristina]