terça-feira, 13 de dezembro de 2011



Às vezes o amor funciona de uma maneira tão atemporal e numa lógica que está fora do alcance do nosso entendimento que só resta viver sem explicar e sentir sem pensar. 


Teresa Cristina.


"O amor talvez seja uma música que eu gostei, e botei numa fita"
Mais que isso - Ana Carolina