terça-feira, 13 de setembro de 2011

Um pedacinho morreu.



Sempre cultivei uma visão romântica das coisas e das pessoas. Sempre fazemos projeções, criamos expectativas, esperamos algo. Chega uma hora que a decepção bate a porta. O coração dói, fica machucado. O sentimento é de tristeza. É preciso seguir, mas como??
Penso, repenso...e chego a conclusão que um pouco do meu amor morreu. E com ele, essa visão romântica das coisas. É preciso mudar, encarar as coisas de outra perspectiva. Não esperar mais nada de ninguém e assim, não sofrer. Um pedacinho morreu. Bom que foi só um pedacinho. A tristeza está ali, vai ficar ali, mas não é grande o suficiente para tomar conta de nada, nem roubar minha alegria inata. O coração ainda é grande, e o desejo de ser feliz maior ainda.