quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Divã-em análise, SUPERego.




Sr. Superego, porque eu fui te deixar tão SUPER?
Reforças tanto a minha neurose e a culpa que não sei se existe, mas que cativo por insistência sua. 
Meu Id tá aqui, pulsando, querendo brincar, saltar, transpor, viver. 
E o Ego, pobre Ego, tá aqui, confuso, mas representando direitinho o seu papel. 
Save-me!