quinta-feira, 30 de junho de 2011

Desapego


O desapego liberta.
Precisamos entender que todas as coisas que "temos" neste mundo são transitórias. Coisas...pessoas...
Desapergar-se não significa ter um coração frio, mas sim quente o suficiente para doar, compreender e muitas vezes deixar ir. Não há coisa que me deixe mais triste do que olhar para coisas que não estão sendo usadas e ficam lá, guardadas em prol do "E se um dia eu precisar?", "Um dia vai caber em mim de novo", "Não uso, mas foi alguém especial que me deu". Eu prefiro passar adiante, deixar fluir para que coisas novas cheguem em minha vida. Soltar-se, desprender-se. Tudo fica melhor assim, pra mim e quem sabe pra você?

Beijocas, boa tarde!

Imagem daqui