terça-feira, 21 de junho de 2011

Das mudanças.


Existem mudanças que chegam de repente e nos pegam de surpresa, exigindo uma adaptação forçada. 
Eu gosto de mudanças, do inesperado, da dinâmica. Porém há uma mudança lenta, que requer esforço, dedicação, paciência e fé. São aquelas mudanças internas.E é nesta que reside a minha prova. Plantar a semente, cuidar diariamente dela acreditando que ao fim do processo se descortinará frente aos meus olhos frondosa árvore tem sido o desafio que acolhi. Desafio de autocuidado e mudança de hábitos. De aceitação de outros tempos. De renovação de objetivos e sonhos. Da prorrogação do contrato com a felicidade.


Beijocas!!


P.S. E hoje beijo especial para Munique, leitora do blog e colega de trabalho.