sábado, 16 de abril de 2011

Infância - Blogagem coletiva - Fases da Vida

Olá pessoal, bom dia! A data certa para esta blogagem era ontem, mas saí de casa às 07:00 hs e retornei às 23:30 hs, dia atípico... Mas vale a pena participar, e vamos falar da infância. Para quem não se lembra, no dia 15 de março falamos sobre o nascimento, para relembrar, clique aqui.

Infância

Sabe de uma coisa, eu adoro criança, gosto mesmo. Adoro observar as brincadeiras, os inúmeros porquês que elas perguntam o tempo todo, as declarações sinceras que só elas fazem de maneira espontânea, aquele abraço gostoso que recebemos delas. Lembro de pouca coisa da minha infância, mas acredito que tenha sido legal. Lembro-me de brincar na rua de amarelinha, de andar de bicicleta. Nunca fui uma menina de brincar de bonecas, eu era mais moleca mesmo. Nesta fase que ganhei meus dois irmãos, a Pollyana e o Aldinho, e tenho saudades de quando a gente brincava de "cabaninha", pegávamos cabo de vassousa, lençois, cobertores, travesseiros e montávamos a cabana na sala de casa, era muito engraçado.

Às sextas-feira eram sempre especiais, pois íamos para a casa da minha avó materna e eu encontrava os meus primos e primas e a gente brincava muito, pois éramos mais ou menos da mesma idade. Juntava aquela molecada e brincávamos na rua da casa da minha avó, que mora no mesmo local até hoje. Era pique-esconde, pique-pega, passa-anel, balança caixão...ah, quanta saudade! Talvez muitos leitores com 20 e poucos anos não saberão que brincadeiras são essas, mas posso afirmar, que era muito, mas muito divertido mesmo!!


Hoje tenho a oportunidade de brincar com o meu sobrinho de quatro anos e morro de rir das brincadeiras que ele inventa. Ele sempre me chama pra brincar de "bicho", é assim: ele fala que nós vamos brincar de Cavalo, e eu sou o "cavalo mãe" e ele o "cavalo filho", e como ele é muito ativo e quer brincar com a titia, já impõe: vamos brincar de 7 bichos...e por aí vai, somos cavalos, cachorros, gatos, sapos, passarinhos...e para dar 7 só a imaginação dele mesmo.
Então para concluir, para mim a palavra-chave para uma infância saudável e feliz é BRINCADEIRA!

Esta blogagem foi proposta pela iluminada Rosélia do Blog Espiritual-idade. Obrigada queria pela oportunidade!

Beijocas