domingo, 26 de setembro de 2010

Voar...

Boa noite de domingo, gente!!! Hoje eu queria compartilhar com vocês uma experiência que vivi o ano passado. Estava eu em Arrail d'Ajuda na Bahia, na praia de Pitinga, quando passa um cara chamando a gente para pular de parapente. A primeira coisa que veio à minha cabeça: - Claro que não. Imagina, pular de uma falésia com um cara desconhecido e num lugar desconhecido também...era isso que a minha cabeça racional dizia. E tinha um paulista que conhecemos na viagem que estava numa crise existencial que disse assim: - Ah, eu queria pular, sabe...vencer o medo. E eu toda medrosa também, porém desafiadora disse: - Se você pular, eu pulo também.
Pronto, tava feito! Ficamos ali, conversando e o cara do parapente passou denovo e disse uma frase que nos deixou pensativo. O cara atribuiu o pensamento à Dalai Lama. O que ele falou foi mais ou menos assim:
" O nosso coração possui duas caixas, a do sonho e a do medo. O segredo da vida é morrer com as duas vazias". Nossa, aquilo tocou em mim e no paulista. Ficamos pensando e decidimos pular!



A falésia...









Depois de uma subida íngreme lá no alto....








O vôo!!! Perfeito, indescritível!




Foi uma experiência maravilhosa. Pude desafiar meus medos e me deixar levar mais pela emoção do que pela razão. Contemplei uma paisagem linda, senti o vento das alturas e voltei muito mais segura e confiante daquela viagem. 

E para finalizar, um texto que gostaria de compartilhar:

"Passamos uma vida presos, qual pássaros em gaiolas!
Medo de amar, de olhar a vida de frente...
E, naquele pequeno espaço, cantamos nossas dores e sonhos!

Muitas vezes, as portas de nossas gaiolas se abrem...
Mas permanecemos ali, acostumados, encolhidos às nossas vontades e sonhos!

Não tenhamos dúvidas.
Na primeira oportunidade, alcemos o vôo dos falcões: calmo, confiante, determinado!

Amemos sem medo, brinquemos um pouco com a vida!
Não tenhamos medo dos rochedos e, sobre eles, estendamos nossas asas corajosas de falcão! Soltemo-nos ao vento e deixemo-nos levar ao sonho!

Como o condor, tentemos enxergar as pequeninas coisas à nossa volta e saibamos apreciá-las, dando um sentido novo às nossas vidas!
Não sejamos passarinhos de gaiola, mas falcões e condores do céu!

A cada dia existe uma renovação constante, e nunca um dia será como o outro... Não há dores eternas, lágrimas eternas, perdas eternas!
Há sorrisos, dias de sol, o abraço dos amigos e filhos e tantos sonhos lindos!
Um amor nos espera, para conosco voar, voar...
Porque a vida é um recomeçar diário de um vôo!
E gaiolas não foram feitas para pássaros..."

Desconheço autor. 

Beijocas e boa semana pra todos!!